Você sabe o que é Fluxo de caixa?

Organização e planejamento são palavras chaves dentro de um negócio, e essas duas coisas estão diretamente ligadas ao fluxo de caixa de uma empresa. 

Muitas empresas lidam com um grande fluxo de operações financeiras diárias, que envolve vendas, pagamentos, recebimentos, compras e tantas outras movimentações que tornam possível o funcionamento do negócio. 

Controlar tudo isto pode ser bem mais fácil do que se imagina, quando algumas práticas passam a fazer parte da rotina do gestor, principalmente em relação ao controle e planejamento do que entra e sai de dinheiro.

O que é Fluxo de caixa?

Uma das bases das empresas de sucesso é a gestão financeira! Todas as empresas que conseguem se manter saudáveis e em constante crescimento, mantém o controle de dinheiro, de vendas, entradas e saídas, pagamentos diversos, entre outros. Por isso é fundamental ter um fluxo de caixa para manter a organização das finanças. 

Portanto o Fluxo de caixa é um instrumento gerencial que controla e informa todas as movimentações financeiras (entradas e saídas de valores) de um dado período, pode ser diário, semanal, mensal, etc.

É composto dos dados obtidos dos controles de contas a pagar, contas a receber, de vendas, de despesas, de saldos de aplicações, e de todos os demais elementos que representem as movimentações de recursos financeiros da empresa.

Uma das formas de medir se a empresa está crescendo, ou não, é avaliando seu fluxo de caixa. Se os recursos disponíveis não estão sendo suficientes para cobrir as despesas para a execução das atividades operacionais é hora de repensar a forma como o dinheiro está entrando em caixa e para onde está sendo destinado.

Qual a importância de manter o Fluxo de Caixa atualizado

Uma empresa em seu dia a dia, precisa de organização, não só na forma de trabalho, como também para manter seus rendimentos, investimentos e finanças em dia. 

Assim, o fluxo de caixa basicamente analisa o saldo disponível daquele empreendimento, para que se faça um balanço correto de quanto capital a empresa tem, onde foram gastos os recursos e para qual finalidade. 

Neste sentido, o fluxo de caixa é uma ferramenta fundamental de controle. Sem ele, nenhuma empresa sobrevive por muito tempo! 

Diferença entre Fluxo de Caixa e Controle de Caixa

O fluxo de caixa analisa como está o financeiro da empresa como um todo. Ele leva em consideração investimentos, gastos e ganhos futuros e projeções.

Além disso, com o fluxo de caixa você tem uma média de quanto irá ganhar ou perder, e assim tomar providências para a melhoria da empresa. Ele é um elemento não só de controle, mas fundamental para o planejamento estratégico de qualquer organização! 

Já o controle de caixa é o registro diário ou semanal de toda a movimentação financeira da empresa. Com o controle de caixa, o gestor pode saber como estão as movimentações financeiras naquele período. 

Com o controle de caixa, o empresário ou diretor financeiro, consegue avaliar os ganhos e as perdas de determinado período. 

Tipos de Fluxo de Caixa

Fluxo de caixa operacional

Trata-se do fluxo gerado pelas receitas e despesas de uma empresa em determinado período. Ele demonstra os resultados obtidos no negócio e a variação no capital de giro.

Fluxo de caixa direto

Trata-se do método mais utilizado pelas organizações. Ele registra os recebimentos e pagamentos das atividades operacionais sem realizar qualquer desconto, considerando a forma bruta dessas operações.

Fluxo de caixa indireto

Esse método não se baseia diretamente na análise dos fluxos de caixa, mas nos lucros e prejuízos do exercício apontados no Demonstrativos de Resultados do Exercício (DRE), ajustados por itens econômicos como depreciação, amortização e variações nas contas patrimoniais.

Fluxo de caixa projetado

É uma estimativa que permite ao empreendedor planejar suas próximas iniciativas referentes ao negócio com base nos resultados obtidos.

Portanto, o que o gestor faz é analisar as contas do presente (pagamentos e recebimentos), fazer uma média e projetá-los para construir uma visão futura do negócio. Ele pode ajudar o empreendedor nos seguintes aspectos:

  1. projetar a realização de pagamentos e recebimentos para organizar o negócio;
  2. efetuar ajustes para corrigir as falhas de administração de recursos, estancar perdas e conseguir um resultado financeiro favorável;
  3. planejar investimentos para a expansão.

Auxílio Especializado

O gestor deve enxergar o contador como aliado para seus negócios, e por outro lado o profissional contábil deve conhecer os recursos da ferramenta contábil e garantir informações precisas para que o gestor possa tomar as decisões mais acertadas, garantindo dessa forma vantagens competitivas.